quinta-feira, 25 de novembro de 2010

"No meio do tum-tum me criei
No compasso da bateria bate meu coração
Os confetes caem e me molho em meio o rumbar dos tambores.
Como as plumas, piso na avenida,
vagueio nos meus pensamentos ao ver
um milhão de pessoas apreciarem tanta beleza.
Sofro, choro se for preciso ...
Só de sentir alegria correr pelas minhas veias
Da fantasia faço meu protagonismo,
troco todos os anos...
Um ano sou rainha ,
no outro sou musa , até mesmo arvoré já fui.
Posso perder todos os amores ,
mas o unico que não saí de minha vida
é o CARNAVAL...
Pois foi aqui que me criei,
e é assim que és a minha vida ...
Entre purpurinas e paetes ...este é meu palco!'

"E se você não sabe o que é sentir
a dor de ver a sua escola perder , e sofrer junto dela....
Ou até mesmo a emoção de rever ela passar na avenida
com o público aplaudindo...
Ou ainda ver uma criança sorrindo
e se divertindo nas arquibancadas...
Só seguindo a batidas...
Você vai entender que CARNAVAL
é sim um eterno aprendizado...
E que escola de samba não é apenas
para se fazer folia.
Mas, sim pra fazer da folia
a escola da vida...Pois aqui você sempre terá um lugar!!!"